---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Pontos críticos do Rio Araranguá serão avaliados

Publicado em 12/09/2018 às 19:08 - Atualizado em 12/09/2018 às 19:08

Luiz Leme - Diretor da FAMA Baixar Imagem

Nesta quinta-feira, dia 13, a partir das 13h, o diretor da FAMA (Fundação Ambiental do Município de Araranguá), o engenheiro agrônomo, Luiz Leme, dois bombeiros militares e o engenheiro da Secretaria de Obras, Cristiano Coral, partem do Pier Vale, em uma incursão ao longo do Rio Araranguá. Embarcados em uma lancha, do Corpo de Bombeiros do município, o grupo irá até a foz do rio.

O grupo terá como missão avaliar os pontos críticos das margens do rio, neste trecho. Em um outro momento a verificação acontecerá por via terrestre, nas estradas paralelas ao rio. A medida é em cumprimento de ações vinculadas aos antigos pesqueiros, de acordo com uma ação Civil Pública de 2016.

Segundo Luiz, serão detalhados pontos críticos de desmoronamentos das margens para a elaboração do projeto de recuperação. “Já temos pontos catalogados de acordo com as imagens do satélite, que agora serão verificadas in loco”, frisou o diretor.

Segundo levantamento prévio da FAMA, os desmoronamentos são mais frequentes nas curvas do rio, devido a velocidade das águas. Outro fator que determina a queda dos barrancos são as árvores exóticas, de grande porte, plantadas sem critérios técnicos às margens do rio, além do desmatamento da mata ciliar.

A previsão de conclusão do relatório é tão logo os dados sejam computados, sendo posteriormente encaminhado a Secretaria de Obras.

 

Assessoria de Imprensa.