---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

História

Publicado em 19/06/2013 às 11:03 - Atualizado em 21/11/2016 às 16:16

Araranguá é fundada oficialmente no ano de 1880, mas possui raízes históricas muito além desta data. A ocupação humana, nas terras da Rainha do Sul Catarinense são de 6.000 a.C., através do índios sambaquieiros, caçadores-coletores, Xoklengs e Guaranis.

Os sambaquieiros foram os primeiros moradores. Eles ocuparam Ilhas e Morro dos Conventos. Moravam próximo ao mar, rios e lagoas, garantindo a pesca e a água para o consumo.

Produziam agulhas e anzóis para pesca(com ossos), machados e pesos de rede com pedras que eram polidas umas nas outras.

No interior e divisa atuais com outros municípios, por volta de 2.000 anos a.C., viviam os caçadores-coletores. Viviam em pequenos grupos caçando animais e coletando frutas. Eram famosos por suas flechas com pontas produzidas de pedra lascada.

Os Xoklengs e os Guaranis, índios agricultores, habitaram mais recentemente a região. O primeiro grupo vivia na região serrana. No inverno aproveitavam a safra de pinhão, e no verão, o destino era o litoral em busca da pesca e terras para o plantio do milho, entre outras culturas.

Os Guaranis eram os grandes artesãos da cerâmica e produtores de mandioca. Habitavam grandes aldeias por todo Araranguá.

Araranguá surge na história oficial a partir de 1728 na rota dos tropeiros, com a abertura do chamado Caminho dos Conventos. O local chamado Capão da Espera - hoje distrito de Hercílio Luz - foi um lugar de pouso destes tropeiros, local onde surgiram as primeiras casas e comércios, afastando ou dizimando as populações indígenas da região.

 

O expansionismo provocou a ocupação das terras ao sul de Laguna. Processo intensificado pela imigração açoriana e italiana mais acentuada em nossa região, sendo a alemã de menor representatividade.

Os açorianos chegam na região para cultivar o trigo, mas o clima inviabilizou a cultura, o que provocou uma adaptação dos açorianos no cultivo da mandioca indígena, com a criação dos engenhos de farinha de mandioca. Os italianos e alemães além das atividades agrícolas desenvolveram as atividades comerciais.

O lado sul do rio Araranguá foi ocupado por grandes roças de mandioca e de cana de açúcar, povoando a região central, hoje município de Araranguá.

Com a ocupação, o valor das terras e a importância do lugar aumentaram. Fatores que resultaram na emancipação de Laguna em 1880, tornando-se município de Araranguá, com a criação da Lei Provincial 901.  

 

Daniel A. S. Vieira


Galeria de Arquivos